Acabando a moleza... | Por quê? - Economês em bom português
Login / Registrar
Anterior Próximo

Acabando a moleza…

por

16/05/2018-11:48 - Atualizado 16/05/2018 12:02

As pessoas em idade ativa no país têm despesas extras, nas duas pontas da pirâmide etária. Precisam bancar as crianças, que gastam mas ainda não produzem (isso no bom cenário, de todas as crianças na escola); e os idosos, que não mais produzem e seguem gastando. A razão entre a parcela da população abaixo de 15 anos e acima de 64 anos pela população economicamente ativa recebe o nome de taxa de dependência.

Nome intuitivo, não?

O gráfico abaixo mostra a taxa de dependência da economia brasileira desde 1990 até hoje, e a projeção para essa taxa baseada na dinâmica demográfica prevista de 2017 até 2050.

taxa de dependência brasil

O ponto mais baixo da curva está em 2019, o auge do bônus demográfico. Ou seja, o ponto com mais gente trabalhando por número de dependentes jovens e idosos. Só que depois…

A tal dependência pode vir por meio de gastos privados seus com seus filhos e com os avós dos seus filhos; ou pelas taxas que o Estado cobra sobre seu trabalho para financiar filhos de outros e seus respectivos avós. Seja como for, o que interessa na prática é: quanto maior essa taxa de dependência, mais difícil é a situação, no sentido de que maior precisa ser a quantidade de recursos que a população economicamente ativa entrega aos que não trabalham.

A vida não é mais fácil em nossas casas quando os jovens adultos começam a trabalhar e pagam a própria faculdade? E não fica mais difícil quando você precisa pagar a escola, o cursinho de inglês e ainda a consulta médica do parente idoso que mora com você? A lógica é a mesma para o país como um todo.

Na ponta da esquerda do gráfico, quando a taxa é alta mas cadente, o momento presente não é fácil. Mas ao menos a dependência enviesada para o lado de muitas crianças significa que alguns anos mais à frente a coisa vai aliviar, já que as crianças virarão trabalhadores.

Já a ponta direita do gráfico enseja dificuldades enormes; ela mostra o momento em que a taxa de dependência se eleva por causa do envelhecimento populacional. Mais gente para consumir sem a perspectiva de mais gente para produzir.

Vamos já, já, no Brasil, viver a realidade da parte ascendente da curva. Portanto, os tempos difíceis em termos de Previdência Social ainda estão por vir. Já não seria moleza com um sistema de pensões ajeitadinho e equilibrado no momento corrente. Vai complicar muito mais se, como sociedade, não agirmos bem rapidamente e com vigor.

 

Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?, clique aqui e assine a nossa Newsletter.

Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
E curta as nossas fotos no Instagram 🙂